Acesso a Intranet

Notícias

Brasil registra aumento de 6% na produção de leite

 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terça-feira, (16.12), os dados da pesquisa de Produção da Pecuária Municipal (PPM), mostrando que o Brasil produziu 34,2 bilhões de litros de leite em 2013, 6% a mais que o volume obtido no ano anterior. Um crescimento de 10% no período manteve o Paraná na 3ª colocação nacional, com produção de 4,3 bilhões de litros, muito próximo do Rio Grande do Sul, 2º colocado com produção de 4,5 bilhões de litros.
Entre as regiões brasileiras, diminuiu ainda mais a diferença de produção entre a Sudeste e a Sul. Tradicionalmente a Sudeste é a maior produtora de leite, com 12 bilhões de litros produzidos em 2013. Essa hegemonia está prestes a ser perdida em função do crescimento acentuado da região Sul que produziu 11,7 bilhões de litros em 2013. De 2012 para 2013 a Sudeste aumentou a produção em 4% e a Sul em 10%.


Região Sudoeste assume 1ª colocação no Paraná 

Entre as regiões paranaenses, dois grandes destaques: o crescimento de 63,8% da produção da região Sudeste e de 19,8% da região Sudoeste. Pelos dados do IBGE o aumento de produção na Sudeste, que representa 3,2% da produção paranaense, se deu por acréscimos expressivos de produtividade ( 40%) e do número de vacas ordenhadas (17%).

Porém, em volume de leite produzido o crescimento da região Sudoeste é mais impactante, ao ponto desta assumir a 1ª colocação no ranking paranaense, posição anteriormente ocupada pela região Oeste. Em 2013, a região Sudoeste assumiu peso de 25,2% na produção paranaense e a Oeste ficou com 23,9% de representatividade.

Pequenas propriedades conduzidas pelos integrantes da família, aumento da procura por cursos de capacitação, condições climáticas favoráveis, presença de um grande número de indústrias de laticínios, bons preços recebidos pelo leite nos dois últimos anos são alguns aspectos que podem justificar o interesse crescente da região Sudoeste pela atividade. Nessa região o número de vacas ordenhadas aumentou em torno de 33% em relação a 2012, justificando o aumento de produção, mas que por outro lado talvez possa ser a razão da quebra de 10% de produtividade, considerando que das 79 mil vacas adicionadas ao rebanho da região em 2013, um percentual não tinha boa aptidão leiteira.


Castro no Paraná: Campeão Nacional 

Entre os municípios brasileiros, Castro é o 1º colocado em volume de leite produzido com 230,7 milhões de litros, diferença superior de 39% em relação à produção de Morrinhos (GO), município colocado em 2 º lugar. Os demais municípios paranaenses colocados entre os 30 primeiros são: Carambeí, 6ª colocação com produção de 129,9 milhões de litros; Marechal Cândido Rondon, 11º colocado com produção de 110,7 milhões de litros; Toledo, em 16º lugar produziu 96,8 milhões de litros; Cascavel, 21º colocado com produção de 89,1 milhões de litros; Chopinzinho, em 23º lugar com  84,2 milhões de litros; Arapoti com produção de 78,4 milhões de litros em 27º.


Agrolink com informações de assessoria

 

« voltar