Qual a importância do cocho para uma pecuária de corte lucrativa?

Qual a importância do cocho para uma pecuária de corte lucrativa?

Qual a importância do cocho para uma pecuária de corte lucrativa?


O sistema de produção de bovinos de corte avança para a pecuária intensiva, integrando melhorias nas estratégias de alimentação, no potencial genético dos animais, nas técnicas de manejo bovino e nas pastagens; tornando o sistema de produção de gado de corte uma arte. Desta forma, os detalhes fazem a diferença, atrelando a eficiência produtiva, reprodutiva, com a eficiência econômica.

Com o avanço da agricultura nas áreas mais férteis das propriedades, e a degradação das pastagens já formadas, o principal ponto de estrangulamento para um bom desempenho dos animais, que produzem apenas com uma alimentação adequada, é a utilização correta e eficiente dos cochos durante o ano.

Os cochos são uma extensão do planejamento e organização de uma fazenda de pecuária de corte, e estão diretamente relacionados com o número de animais da propriedade.

São indispensáveis para administração e complementação de alimentos volumosos (silagem, cana, capim), necessários e eficientes para suplementação de nutrientes e correção de minerais, fundamentais para a suplementação proteica.

A insuficiência de área de cocho na propriedade, leva a um subconsumo de minerais, atoleiro, pisoteio, tensão entre os animais, brigas, com comprometimento geral do rebanho.

Quanto maiores os pastos, topografia acidentada, maior a necessidade de cochos.

Segundo o pesquisador Lopes (1998), uma boa e adequada mineralização eleva a taxa de natalidade em bovinos de 20% a 50% e o peso tem um aumento de 20% a 30%.

No entanto uma boa mineralização não depende apenas da composição da mistura, mas também do manejo, da disponibilidade, da localização, da dimensão, orientação, posicionamento e reposição da mistura nos cochos.